Carregando Post...

Evite enchentes com a destinação correta de móveis quebrados

Logo na primeira semana de julho, o volume de chuva na Capital e na Grande São Paulo superou as expectativas para todo o mês. E, como todos sabemos, grandes temporais, infelizmente, são quase sinônimos de enchentes nestas cidades gigantescas.

 

Porém, o que as pessoas não sabem ou fingem desconhecer é a responsabilidade dos moradores em todo este caos. Não adianta responsabilizar o poder público, se você é daqueles que descartam o lixo de qualquer forma no meio ambiente.

 

Quando uma cadeira ou mesa de plástico quebra em sua casa, o que você faz? Deixa o objeto na calçada esperando alguma boa alma recolher? Ou joga naquele riacho que passa na rua de baixo? Pequenas atitudes fazem toda a diferença na preservação do nosso planeta. Podemos e devemos lutar por um futuro melhor para as próximas gerações.

 

Restos plásticos, que demoram mais de 400 anos para se decompor, devem ser reaproveitados. Não é mais uma questão de escolha. É uma necessidade que salta aos nossos olhos a cada animal marítimo que morre preso em um objeto ou a cada enchente que inunda ruas de grandes centros urbanos, causando enormes prejuízos a famílias que, normalmente, pouco têm.

 

Por isto, quando tiver uma cadeira ou uma mesa plástica quebrada, procure um catador. Ele será o responsável por levar este material até empresas como a MMP. Nós recebemos e preparamos este plástico, aparentemente sem mais serventia, para retornar ao mercado. Desta forma, evitamos o depósito destes resíduos em locais irregulares e as chances de enchentes diminuem.

Comentários

Deixe um Comentário